Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Fórum Municipal de Economia Solidária de Itaguaí se reúne na CMI

Publicado: Segunda, 10 de Abril de 2017, 11h44 | Última atualização em Segunda, 10 de Abril de 2017, 11h47 | Acessos: 109
imagem sem descrição.

A primeira reunião mensal do Fórum Municipal de Economia Solidária de Itaguaí (FMESI) do ano de 2017, que aconteceu na Câmara Municipal de Itaguaí na última sexta-feira (07), teve como tema da roda de conversa “Mulheres e a reforma da Previdência”.

O Fórum Municipal de Economia Solidária de Itaguaí é um coletivo que integra os segmentos dos artesãos, agricultores familiares, pescadores artesanais, catadores, recicladores de resíduos, remanescentes de quilombola, ribeirinhos, artistas e educadores populares, além de todos os cidadãos que buscam gerar renda através de sua produção, seja em grupos, associações, cooperativas ou individualmente.

O coletivo do FMESI tem como objetivo a implantação de políticas públicas, bem como receber do poder público um espaço fixo com segurança para a exposição e comercialização do que é produzido através dos princípios da economia solidária. Com isso, o coletivo espera ter uma geração de renda e impulsionar o desenvolvimento econômico para o município de Itaguaí.

Segundo Nancy Lino, secretária executiva e voluntária, o coletivo estará apresentando ao chefe do poder Executivo e do Legislativo o requerimento para a aprovação da lei de fomento a economia solidária, da criação do espaço público de artesanatos e economia solidária, assim como a superintendência da economia solidária, e o Conselho Municipal de economia solidária.

Ao término da plenária, uma roda de conversa com o tema “Mulheres e a reforma da Previdência”, com Elza Sena, presidente da Confederação de Mulheres Fluminenses, discutiu o impacto que as mudanças propostas na Previdência Social terão na vida das mulheres. Principalmente no que se refere a igualar a idade mínima de aposentadoria para homens e mulheres. Segundo Elza, as mulheres, além da dupla jornada de trabalho que realizam – no setor em que trabalha e nos serviços domésticos – também precisam de afastar do trabalho com mais frequência – para se dedicar aos filhos pequenos, por exemplo – e com isso acabam tendo naturalmente menos tempo de contribuição com a previdência.

Ao fim da reunião, o coletivo agradeceu ao presidente da Câmara, Dr. Rubem Ribeiro, por ceder o espaço do plenário e convidaram todos os vereadores, secretários, Prefeito e demais cidadãos para participar das reuniões mensais do FMESI, que acontecerão sempre a cada primeira sexta-feira do mês, as 13h30.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página